ADDX - Idéias + Resultados
Rede dos Conselhos de Medicina
Selecione o Conselho que deseja acessar:
Conselho Regional de Medicina de Minas Gerais
Menu de acesso rápido:
Onde você está
Mídia | Jornal do CRMMG | Jornal ON-LINE

Saúde na Imprensa


04/04/2017 – 12:50  —  Fonte: O TEMPO

Santa Casa do Sul de Minas reduz cirurgias Vasculares


Hospital de São Sebastião do Paraíso enfrenta dívida milionária após Estado mudar teto de gastos

RAFAELA MANSUR

Há três meses sem pagar os médicos e com dívida milionária com fornecedores, a Santa Casa de São Sebastião do Paraíso, no Sul de Minas, precisou reduzir, a partir desta semana, a realização de cirurgias cardiovasculares em até 75% devido ao limite colocado para os gastos mensais.

Pacientes que dependem de operação sem urgência precisam ser transferidos para outras unidades ou estabilizados até o mês seguinte enquanto aguardam procedimentos.

Em 2015, o valor do Teto de Média e Alta Complexidade dos serviços era de cerca de R$ 578 mil, o que possibilitava a realização de, em média, 48 cirurgias por mês. Em abril do ano passado, o valor caiu para R$ 228 mil. "O hospital continuou a manter o atendimento, na expectativa do retorno do teto anterior, mas isso não ocorreu. Acabamos acumulando um déficit de R$ 1,2 milhão desde então", contou o interventor da Santa Casa, Adriano Rosa do Nascimento. Segundo ele, a redução do teto aconteceu devido a uma realocação dos recursos pelo Estado.

Diante dessa situação, a unidade passou a buscar o cumprimento do teto a partir desta semana, o que significa a realização de cerca de 12 a 20 cirurgias por mês. Além dos problemas da unidade cardiovascular, a Santa Casa enfrenta déficits do Estado e do município. O décimo terceiro salário dos funcionários foi dividido em quatro parcelas, das quais uma foi paga, e o salário do corpo clínico não é quitado desde janeiro.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) de Minas informou que os recursos foram redistribuídos entre os municípios após a realização de estudos que visavam à regionalização e à descentralização do acesso a serviços de cardiologia. A medida tem sido monitorada com o objetivo de reavaliar o repasse das verbas.

Questionada por volta das 16h dessa terça-feira (28) sobre os repasses para a Santa Casa, a SES não se pronunciou. O município informou que está buscando alternativas de financiamento para a unidade.
Notícia adicionada por: Edson Braz
Visualizações: 98


Rua dos Timbiras, 1200, Funcionários
Belo Horizonte/MG — 30140–060
Horário de atendimento: 09:00h às 18:00h
Geral: (31) 3248–7700
Fax: (31) 3248–7701
FALE CONOSCO
Delegacias Regionais: